Polícia Federal deflagra Operação Geminus contra o tráfico de drogas

Foto: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Sul // Divulgação

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (7) a Operação Geminus, que visa desarticular uma organização criminosa dedicada ao transporte de cocaína. Ao todo, foram 11 mandados de prisão preventiva e 29 de busca e apreensão nos Estados de Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Além dos mandados, 52 imóveis e de 70 veículos, entre automóveis, jet skis, caminhões, carretas e tratores, estão sendo apreendidos, e as contas bancárias de 33 pessoas, físicas e jurídicas, forma bloqueadas. O valor estimado de todos os bens é de 50 milhões de reais.

A investigação apurou que organização criminosa, comandada por uma família que reside nos municípios de Deodápolis (MS) e Viamão (RS), utilizava o agronegócio e outras atividades econômicas formais como fachada para ocultar os valores obtidos com o tráfico internacional de drogas, principalmente de cocaína.

O grupo transportava a droga oculta em caminhões, a partir da fronteira do Mato Grosso do Sul, para uma propriedade rural no município de Viamão (RS), de onde era distribuída para traficantes locais do Rio Grande do Sul, principalmente das regiões de Porto Alegre e Vale dos Sinos. A PF descobriu que a organização criminosa movimentou 5 toneladas de cocaína em um ano.

Em Santa Catarina, foi cumprido um mandado de prisão em Florianópolis e outro em Camboriú. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão: um na Capital, dois em Camboriú e um em Itajaí.

Os crimes investigados na Operação Geminus são tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro.




  • 0%