Operadoras estão prontas, mas implantação do 5G foi adiada; saiba o novo prazo

Foto: Alesc/Divulgação

Representantes das operadoras de telefonia móvel Tim, Vivo e Claro garantiram nesta segunda-feira (27), que apesar da prorrogação do prazo para a implantação do 5G nas capitais do Brasil, de 31 de julho para 29 de setembro, elas já estão com os equipamentos prontos e aptos para entregar a conectividade da quinta geração de internet móvel em Florianópolis. A afirmação positiva ocorreu durante uma reunião da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia. O prazo poderá ser antecipado para agosto, dependendo da entrega dos insumos e kits de equipamentos para implementar a tecnologia de banda larga móvel.

Foto: teletime/ Divulgação

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou no dia 2 de junho, o prazo adicional de 60 dias para implantação do sinal de internet 5G em todas as capitais do país. Agora o prazo para a ativação de uma Estação Rádio Base (ERB) para cada 100 mil habitantes passou para o dia 29 de setembro de 2022. O prazo para as empresas vencedoras do edital do 5G ativarem a nova rede em Florianópolis e outras capitais brasileiras se encerraria no dia 31 de julho.

O presidente da comissão, deputado Jair Miotto (União), ressaltou que a prorrogação do prazo foi tomada nacionalmente pelo Grupo de Acompanhamento das Obrigações da Faixa de 3,5 GHz (Gaispi) e que a medida foi tomada por “cautela”, segundo ele, pois as operadoras relataram a falta de equipamentos para implementar a tecnologia de banda larga móvel. Os fatores que justificam o atraso são o lockdown na China, a escassez de semicondutores, as limitações do transporte aéreo e a demora no desembaraço aduaneiro.

Outra sugestão apresentada na reunião foi de que as operadas estudem a possibilidade de antecipação da liberação do uso de faixa em determinadas áreas de prestação, conforme avaliação a ser realizada pela Entidade Administradora da Faixa de 3,5 GHz (EAF) e aprovada pelo Gaispi

Cronograma atualizado para a implementação do 5G: 

até 29 de setembro de 2022: para capitais e o Distrito Federal

até 31 de julho de 2025: para cidades com mais de 500 mil habitantes

até 31 de julho de 2026: para localidades com mais de 200 mil pessoas

até 31 de julho de 2027: para municípios com mais de 100 mil habitantes

até 31 de julho de 2028: para metade dos municípios com mais de 30 mil habitantes

até 31 de julho de 2029: para municípios com mais de 30 mil habitantes

até 31 de dezembro de 2029: municípios abaixo de 30 mil habitantes

 

 




  • 0%