Custo de vida cai em junho e Florianópolis tem menor inflação em mais de 2 anos

Foto: Freepick/Divulgação

O custo de vida caiu 0,21% no mês de junho em Florianópolis, segundo o ICV (Índice de Custo de Vida) calculado pela Esag/Udesc (Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas da Universidade do Estado de Santa Catarina).  O índice de 0,15% foi o menor apresentado desde abril de 2020, durante a pandemia de Covid-19.

O percentual de junho confirma uma tendência de queda nos números de inflação desde o pico de 1,21% em março e 1% em abril. Em maio o índice caiu para 0,36%, apresentando novamente queda em junho.

Foto: Freepick/Divulgação

O transporte é o principal custo no orçamento das famílias, com uma média de 22%. A queda apresentada nesse segmento foi de 0,43% em média. O número se deve por conta da redução do valor dos combustíveis para automóveis, após a queda do ICMS do produto.

Os alimentos e as bebidas estão logo depois do deslocamento como maior impacto no orçamento das famílias (pouco mais de 21%, em média). Mas neste caso, os produtos ficaram mais caros. A inflação dos alimentos foi de 1,36% em junho, quase o dobro da registrada no mês anterior (0,71%). Os preços dos alimentos que mais subiram foram dos daqueles comprados em feiras e supermercados para consumo em casa (alta média de 1,90%). Leites e derivados subiram 13,9%, com destaque para o leite longa vida (21,6%), queijo minas (6,2%), leite em pó (6,2%) e iogurte (6%). Já as refeições fora de casa subiram 0,57%.

Além dos alimentos, houve alta nos preços dos produtos e serviços ligados a habitação (0,33%), artigos de residência (0,72%) e despesas pessoais (0,51%).




  • 0%